A Igreja e a Educação Sexual das Crianças

Educação Sexual e a Igreja com isso?

Rev.Jáder Borges Filho

Introdução ao assunto: Um Desafio que só cresce. E  piora as coisas.

I Não é de hoje. Mas hoje...

Com certeza este assunto não é neutro e hoje em dia está mais do que escancarado. Não há limites para acesso a quaisquer tipos de figuras, imagens, idéias e comentários, não só nas redes sociais.

Sexo é bom e foi criado por Deus. Sabemos. É um dos fatores de união e de unidade entre um homem e uma mulher, desde o princípio (Gn 2.24). Feliz e bem aventurado o Homem que acha uma esposa! E há inúmeras orientações na Palavra de Deus para isso, tendo como base a santidade e a alegria de conhecer a Deus e desejar glorificá-lo em tudo.

Porém, sabemos que esta foi uma das áreas mais atacadas e deturpadas pela imaginação dos homens e mulheres logo na entrada do pecado no mundo e tornou-se um dos maiores investimento de Satanás contra vidas humanas, pois de uma deturpação moral e de seus maus encaminhamentos no campo do sexo, pecados de ocasião e vícios terríveis para a mente e para a alma cedo e rápido se instalam e podem, entre outras coisas: deformar, enlouquecer e cometer assassinatos. Sabendo disso, o Inimigo de nossas almas lançará mão de todos os recursos que tem para piorar ainda mais as coisas: o mundo jaz no maligno.

2. Rápida deterioração.

Não é sem motivo que a lista das OBRAS DA CARNE de Gálatas 5.19 inicia com as deturpações da intimidade sexual que levam automaticamente a práticas impróprias para o uso da prática da sexualidade, sem esquecer nunca de mostrar onde tudo isso brota: na mente e no coração dos humanos:

ü Moichéia – Adultério.

ü Pornéia – Imoralidade sexual.

ü Akatharsía – Impureza/devassidão.

ü Aselgeia – Lascívia/ licenciosidade.

São quatro palavras-resumo de toda a atolação em profundas desgraças pessoais os que forem arrastados por elas. Não fecham o assunto em “apenas quatro áreas”, antes, apontam as quatro quedas vigorosas de uma enorme bacia de cascatas com águas turbulentas e revoltosas que levam quem por qualquer delas seguir, ao abismo.

Um exemplo dessas “quedas impressionantes de águas violentas”, as cataratas, é mesmo o que se vê na divisa com o Brasil e a Argentinas não tem como notar. Em uma delas, o volume de água é enorme e a altura chega perto de 90 metros. Cair de uma altura dessas com uma força das águas desse porte, é de assustar.

Mas a potência do golpe não para aí, pois há igualmente uma profundidade equivalente de 90 metros, em um poço aquático enorme e pavoroso.

E muitas crianças de hoje, tão expostas à vulgaridade do sexo, são suas vítimas em potencial. E rápido.

Quantas poderão ser apresentadas à Pornéia, pelo rápido caminho da pornografia? Quantas não terão suas mentes pervertidas para serem tomadas pela Akatharsía, e se viciaram em ver, procurar e desejar impurezas sexuais. Quantas serão dominadas – sim, dominadas – pela Alselgeia e não conseguirão mais olhar para outra pessoa sem que pensamentos de Impurezas e de devassidão tomem conta de seus pensamentos, mesmo com toda tentativa de esforço para desviar “tais coisas” da cabeça, sem sucesso? E quantas perderão os seus casamentos, exatamente por não terem uma ORIENTAÇÃO BÍBLICA DO AMOR e do RESPEITO para com seu cônjuge, logo manchando o leito matrimonial e tendo como conseqüência as dores, a raiva, o ódio, até? Será a vez rápida e letal para a confiança, o que Moichéia fará.

Veremos em um próximo estudo mais detalhes de cada uma dessas palavras.

Quantas vidas recorrerão à prostituição, aos casos de relacionamentos carnais comprometidos deste o flerte para ruína, aos encontros diversos, fortuitos e até a manutenções deteriorantes deles por causa da perversão sexual em suas mentes e corações, escravizando suas vidas?

3. Quantos? Tantos! Números e casos de assustar.

Segundo psicólogos e psiquiatras, cada vez mais jovens estão viciados em comportamentos que prejudicam o dia a dia, os estudos, a vida profissional e até o convívio familiar.  Estima-se que hoje no mundo 120 milhões de pessoas jovens sofram de compulsão, que já é considerado o quarto diagnóstico mais recorrente e que cresce assustadoramente nesse milênio entre a população jovem. E só estamos nos primeiros 20 anos dele.

Infelizmente, também não é pequeno o número de casos de suicídios entre pessoas de até 35 anos, por questões de cunho moral-sexual. E não param de aumentar os assassinatos nesta via que é de mão dupla na rodovia dos devaneios e das condições morais torpes envolvendo o sexo. E o que dizer ainda do aumento de casos de alcoolismo e de abuso de demais drogas?

4. Então, o que a Igreja pode e deve fazer?

Ensinar TODO DESÍGNIO DE DEUS! E onde está esta observação tão clara e precisa? Em Atos 20.27, quando Paulo, a caminho de Jerusalém e por conseguinte, era aquela sua última passagem por aquelas regiões e seu último encontro com os presbíteros, chamou A LIDERANÇA para orar, ver, rever e apoiar toda forma de aviso, de orientação, de instrução, visando a perseverança e também a preservação da  Igreja de Cristo, formada por gente que é atacada em todas as frentes e de todos os lados. Suas ovelhas mais jovens, também.

É o que estaremos analisando nas próximas postagens.

Acompanhemos com atenção e em oração, que demanda ação.

Curso AnteriorA Igreja e a Educação Sexual das Crianças - parte 2
Próximo CursoA TOTAL FALTA DE VERGONHA NAS CRIANÇAS. O RISCO QUE SEU FILHO, SUA FILHA CORREM.