Pense antes de pensar em suicídio: por que ele não lhe ajuda em nada

Todos os dias, em média, mais de 30 pessoas tiram a própria vida no Brasil.


O problema atinge na maior parte homens (79% dos casos), e a principal causa dessas mortes é por enforcamento (62%).


No Brasil, o suicídio é a quarta maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos – as principais são ações de agressões e de acidentes que podem sobrevir a qualquer pessoa, como os acidentes de trânsito, por exemplo.

O suicídio não é acidente.

É procura desesperada por respostas e soluções, sem as ter ou encontrar, no final das contas.

Mas que não tem mais volta.


O suicida não termina com a sua vida.

Termina apenas com a existência dos seus dias sobre a face da terra. Mas a pessoa permanecerá consciente em todo o tempo depois do ato e da morte física, pois a alma não morre, jamais, e nem a mente desliga do que se fez ou foi. JESUS CRISTO deixou isso bem claro no seu ensino sobre o pós-morte, em Lucas 16.19-31.


Se você está aconselhando  alguém com pensamentos suicidas, mostre em amor esta informação para esta pessoa, pois se está desejado livrar-se de algo, encerrar algo ou resolver algo, não será cometendo suicídio, muito pelo contrário.


Há solução para tudo nessa vida, mesmo em meio a crises abissais.

Há solução e saídas.


Mas para a morte desejada e praticada - o suicídio - não há saída para os problemas e lutas, pois tal prática não é  e nunca foi a resposta para se obter alívio do que se estava sentindo.

Não há alívio nisso. Nunca, dessa forma e recurso.

É engano e trapaça da sua mente em desespero.

E você e sua mente verão e perceberão isso. Só que tarde demais.

Por isso, não se engane. Que isso fique bem claro: veja bem o que Jesus Cristo disse sobre a condição pós-morte de todos! Releia o que foi dito acima com calma. Abra a Bíblia na passagem referida. E medite bem.

Ali um morto diz tudo o que acontece no estado de morte, na condição de pós-morte.


Crer no evangelho de Jesus Cristo!


 É a única possibilidade de resposta, de saída e de vitória sobre o que hoje lhe aflige.


Para pensamentos suicidas também vale:


“Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livre” (João 8.36)


Também de tendências suicidas, por fé e confiança diária nEle.

Curso Anterior#04 O QUE SIGNIFICA FAZER PARTE DA FAMÍLIA DE DEUS? - Adoção
Próximo CursoUM REMÉDIO PARA PAIS DE MENINOS FROUXOS!